segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

31, nunca nos esqueceremos de ti!


A 31 de Janeiro, os sportinguistas são chamados a despedir-se do seu 31.
É uma despedida que Liedson não merecia.
Fez mais do que suficiente para merecer uma saída em ombros, com um estádio a rebentar pelas costuras, homenageando aquele que pela sua entrega ao jogo e pelo espírito de sacrifício, a defender e a atacar, em prol do Sporting, terá sido mesmo a maior referência do Sporting neste novo século.
Ele foi Esforço, ele foi Dedicação, ele foi Devoção e, muitas vezes, ele foi Glória. Nesse sentido, ele foi o Sporting!
Por esse motivo, e porque guardamos fabulosas recordações deste grande jogador de futebol, apesar da transferência, não podemos despedir-nos do Levezinho.
Liedson imortalizou-se, tornando-se o melhor marcador do Sporting na Europa.
Por isso, que seja antes um "até já".
Continue a ser Alvalade a tua casa.
E o 31 será sempre para ti, Liedson!
Obrigado.
Até qualquer dia!

3 comentários:

JF disse...

mais um acto brilhante da gestao de bettencourt.

Moutinho+Veloso+Liedson= 18 milhões.

Obrigado a ti e aos 90% que não ouviram o que vos aconselhei nas eleições e votaram num gajo que está a matar o clube.

Ontem foi dos dias mais tristes que o clube ja conheceu. Sai ao fim de 8 anos um herói, um jogador tremendo, que por culpa dos incompetentes seguidores do roquette nunca foi campeão. Fomos humilhados pelo presidente de um clube ridículo no Brasil. E fomos recusados por um angolano que joga no...Marítimo.

O primeiro passo do próximo presidente devia ser a expulsão de sócio de Bettencourt.

Anónimo disse...

quer dizer que o liedson já não joga na 6.ª feira em alvalade????
Gostaria muito de me ter 'despedido' dele, de o ver uma última vez de leão ao peito ao vivo e de lhe poder saudar com uma salva de palmas pela última vez. Gostava dele e fez-me feliz muitas e muitas vezes.
Ass: Leoa Ferrenha

António Lopes da Costa disse...

Por um lado, parece-me que o Sporting, se quer construír uma equipa para o futuro e tendo já perdido tudo o que poderia ganhar esta época, faz bem, de um ponto de vista financeiro e de preparação do futuro, vendendo Liedson.
Eu próprio defendi que um dos principais problemas do Sporting foi sempre ter procurado um companheiro e uma equipa para Liedson em vez de procurar um avançado para a equipa.
Mas Liedson foi um grande profissional dentro do campo, uma imagem de referência, um jogador histórico deste grande Clube.
É como deixar o símbolo do Sporting sem o leão ao meio.
Leoa Ferrenha, ele jogará, pela última vez, esta sexta-feira no Sporting.